apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Perco o instinto mas não perco a inspiração.

Inspiração contínua para pequenos furtos. Posso considerar-me hipocondriaca, não! sempre confundo as palavras, é cleptomaniaca. Eu tenho que confessar, preciso dizer que eu roubo copos no bares, cinzeiros de motel, flores e enfeites de casamentos e festas de debutantes, livros de bibliotecas, roubo em jogos de cartas e tabuleiro e não deixe um chocolate perdido por cima da mesa que eu também posso enfiá-lo no bolso como quem não quer nada e depois te acusar de preconceituoso, só porque sou negrinha achas que roubei, e também posso dizer para te coagir e tirar o meu da reta que irei te processar por duvidar da minha palavra e estar colocando tal ação em prática pela cor da minha pele. Existem várias estratégias para se livrar de um roubo, pense nisso e nunca venha me acusar.
Eu roubo beijos e abraços das pessoas também, eu as pego desprevenidas, as aperto fortemente entre meus braços e dou vários beijos e faço com que elas também me beijem. Eu mereço algum castigo? Digam agora, atirem o primeiro copo, cinzeiro, vazinhos de flores, um livro ou uma carta com nipe alto quem nunca fez um pequeno furto! quem nunca roubou um beijo!
Geralmente o instinto se vai durante um roubo aqui e um furto ali, passo dias sem me realizar e sem pegar alguma coisa, fico apenas nas tentativas, mas de repente algo me inspira, um devaneio talvez e tudo começa novamente.
Eu já enfiei copos na bolsa alheia visando apenas o bem estar e conforto de um amigo que havia acabado de se mudar e não possuía copos em sua casa, aí eu pensei "posso pegar esses copos para ele, as bolsas das meninas são grandes e cabem bastante coisas inclusive os copos". Foram exatamente meia dúzia dos quais dois deles eu peguei para mim no final. O garçon do Bar da Heineken (sito o nome do estabelecimento não para fazer marketing mas porque eu e o Rui queríamos ir a um boteco qualquer mas nossos amigos Hy Society não aceitaram nossa proposta) nos olhava com uma cara de "será que eles foram capazes de pegar os copos", pois, em cima da mesa restavam apenas cinco copos daqueles de tomar café-com-leite na padaria e nós estavámos em onze pessoas. Enfim deu tudo certo, as meninas saíram do bar com as bolsas tiritando por conta dos copos. Uma boa ação, certo? Eu não roubo só para mim, roubo para os outros também, posso me adjetivar a Hobin Hood dos botecos e dos sem copo. O companheiro Rui me agradeceu muito e até me presenteou com um livro do Balzac, depois demos várias risadas lembrando da cara do garçon. Até hoje bebemos nos copos e temos mais essa história para contar, simplismente porque só conta história quem bébe ou faz pequenos furtos.

12 comentários:

Anônimo disse...

Olha sua ideia é legal até porque não se vive uma vida pela metade,só deus é perfeito.
E entre na vida não existe certo ou errado apenas consequencias,sabe pode parecer estranho mas a vida é uma grande aventura do qual ninguém saira vivo.

Ana Célia Cruz disse...

Olá menina danada!!!
O personagem que "rouba dos ricos para dar aos pobres" não seria Robin Hoddy??? rsrs
Tenho acompanhado suas postagens! Haja fôlego pra escrever tanto! Espero poder compartilhar um suco de morango com leite com vc nos botecos da vida, tb adoro um boteco.
Abs!

Camilla para os menos íntimos... disse...

prontinho dona célia já destroquei os heróis! kkkkkkk... pequena falha técnica!

FABI disse...

Ahhh Camilla, quem já não roubou um copinho de tequila ou mesmo um copo de Herdinger??!!! Eu não posso atirar a primeira pedra pois meu telhado é de vidro!
Mas fazendo jus aos ladrões ocasionais, eu (quase) sempre presenteio alguém com o fruto do meu furto. Que o diga o Bola com os copos de Herdinger para tomar uma gostoso Nescau pela manhã!

Mariano, disse...

Cleptomaniacos o/\o
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Mas tenho diminuido esse descontrole ^^

Tudo bem com você, moça?
De onde és? :D

Abraço.

Marcela Paiva disse...

odeio ladrões de copo.
não entendo pq as pessoas acham que aquilo lá é um bem público.
vc entraria na minha casa e roubaria alguma coisa?
então pq se4 sente no direito de roubar os perteces do lugar onde eu ganho dinheiro?
vc não faz idéia do prejuízo que atitudes assim me trazem.

Bola, o André disse...

Para o bem dos comerciantes copos de bar deveriam vir de brinde, aposto que assim perderiam o encanto e não seriam gostosos de roubar... eu não gosto de roubos, mas tomar nescau no copão de Erdinger é bom demais.... melhor que isso só a própria Erdinger...

Indianara Nonzamo disse...

Hum, me lembro da juventude (isso por que tenho 25 anos)

Onde faziamos estratagemas para pegar sorvetes e criar nossas próprias promoções, pague dois leve cinco e assim por diante rs rs rs...

Nunca fiz isso com copos não, mas tenho uma amiga que é prima da vizinha da tia da minha sobrinha de 3° grau kkkk, zueira, meu lance é canetas, mas confeço que tenho um certo ciumes doentio das minhas coisas, tenho dificuldade em empresta-las e se voltar com um risquinho, esquece nunca mais...

Estou trabalhando a deficiencia, mas não me esqueço dos sorvetes, lakas, canetas e afins rs rs rs

Nada como uma boa causa, acho que montar a casa do amigo pode ser uma

kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Camilla para os menos íntimos... disse...

gostem vcs ou não vou continuar furtando porque me sinto bem, me dá um alívio depois se vcs soubessem disso roubariam também...

Ines disse...

Isso é um problema grave, vai fazer terapia antes que piore!

Carol... disse...

noooooooooossa...... quem tirou essa fotos??? nem lembrava!
Q cara de bêbada q eu to....
E nem tava. Ainda.
Essa noite foi beeem bacana... vários brindes no troleibus, com os estranhos, c/ os copos roubados!!!!!!hahahahhahahhahahhahahahaha......
e tudo isso originou o famosíssimo Chá de Cozinha do Rui!
(Q ninguém foi.)
Ai, ai, ai... AMO VOCÊS...

Camilla para os menos íntimos... disse...

kkkkkkkkkkkkkkk...