apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

domingo, 18 de abril de 2010

Bom Dia do Amigo.

Poema do amigo aprendiz

Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...

Fernando Pessoa


PS: à todos meus amigos sem exceção, dos de infância, adolescência até os atuais (também de infância por afinidade), os virtuais que não conheço pessoalmente mas sinto grande afeto, pois, se tornaram queridos em minha vida, dos mais próximos (que às vezes mesmo morando a dois quarteirões o cotidiano diferenciado nos impede de nos encontrarmos com frequência) aos mais distantes (que viajam quilômetros para estar na minha presença). Eu lhes amo! Oxalá abençoe e proteja sempre. Axé!

4 comentários:

Pensamentos da Mila disse...

Lindo!
Maravilhoso Fernando Pessoa!
Muito lindo de sua parte fazer essa declaração aos seus amigos...
Bjs
Mila

FABIO E. DE SOUZA disse...

Camila stou sentindo isso por uma "amiga", só não sei o que acontece comigo nem o porque disso, mas esse poema bateu forte, bjos no coração.

Você acerta sempre em suas postagens, parabéns !!!

Abiodun Akinwole disse...

e salve os amigos!

Camilla para os menos íntimos... disse...

"Tenho amigos tão bonitos. Ninguém suspeita, mas sou uma pessoa muito rica".

(Caio Fernando Abreu)