apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Brechó como alternativa.

Quem em sã consciência nunca entrou em um Brechó? Depois daquela chuva torrencial que molha da cabeça até o dedinho do pé dentro da bota, para escolher ao menos uma blusinha que seja e ficar menos molhada. Sem grana pra comprar algo bonito e barato com urgência para ir a um encontro marcado em cima da hora. Ou mesmo atraída por aquela blusa linda ou aquela bolsa maravilhosa e o mais importante pelos seus preços.
Cifrões literalmente não fazem parte de brechó, tem muita coisa bacana e barata nessas lojinhas que muitas pessoas desprezam.
Adoro brechós, antiquários, antiguidades, é comigo mesmo, entro nelas com gosto e saio na maioria das vezes realizada.
Os nomes dos brechós são os mais criativos possíveis. Brechós grandes, pequenos, apertados e amontoados onde para achar algo é necessário no mínimo 01 hora examinando tudo e revirando com atenção e destreza peça por peça sempre se acha algo legal.
Uma boa compradora (ou um bom comprador) de brechó deve soltar a imaginação para fazer uma boa combinação do antigo com o contemporâneo, o que por vezes nem será necessário, pois, encontra-se muita coisa "retrô" que não precisa ser combinado com nada atual.
Em épocas de vacas magras o brechó já me serviu também não apenas para comprar mas para vender, vendi algumas peças de roupas, cd's e alguns sapatos mas na boa não tentem fazer isso, eles pagam super pouco.
Por experiência própria os melhores brechós que considero não são os alocados em bairros centrais das cidades mas aqueles nos bairros periféricos, onde as peças costumam ser ainda mais baratas que em outros. Contra o capitalismo! (rs)
Aos brechonistas de plantão, bom divertimento!
Moda é você se sentir bem.

3 comentários:

Carol disse...

aiii adoro brecho... aliás, tô viciada em fuçar uns brechos online... ainda não comprei nada... mas tem tanta coisa legal......

Vanessa Souza Moraes disse...

Adoro brechós...

P.S.: pode sempre "roubar" os fragmentos, sem problemas. Fiquei feliz em saber que vários leitores do Divã, como você, começaram a ler Inês Pedrosa.

Camilla para os menos íntimos... disse...

valeu Vanessa, sabia que não se importaria! e eu logo começo minha leitura de Inês Pedrosa...