apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

eu por Martha Medeiros II.

"Pelo o que me diz respeito
Eu sou feita de dúvidas
O que é torto, o que é direito
Diante da vida
O que é tido como certo, duvido
E não minto pra mim
Vou montada no meu medo
E mesmo que eu caia
Sou cobaia de mim mesma
No amor e na raiva
Vira e mexe me complico
Reciclo, tô farta, tô forte, tô viva
E só morro no fim
E pra quem anda nos trilhos cuidado com o trem
Eu por mim já descarrilho
E não atendo a ninguém
Só me rendo pelo brilho de quem vai fundo
E mergulha com tudo
Pra dentro de si
Lá do alto do telhado pula quem quiser
Só o gato que é gaiato
Cai de pé..."



Martha Medeiros.

4 comentários:

Thaissa Costa disse...

Eu amo Martha Medeiros.

Pensamentos da Mila disse...

Adorei esse poste camila, essa frase "Sou cobaia de mim mesma", cai como luva em mim,rs

Bjs

Mila

Menina Marina disse...

Oi bonita. Martha Medeiros fala por muitas de nós né. Esse poema que você postou é mesmo especial, incrível quando alguém descreve como a gente se sente né?
Beijo gigante

JaNa disse...

Ela é fodah!