apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Novas visões.

Fui ontem fui visitar um novo amigo em Paulínia uma cidade do interior de São Paulo que nunca tinha ído, fica próximo de Campinas. Demorei a chegar e quando desci na rodoviária o verdadeiro breo mas observei haver verde, um descampado ao longe. Uma noite de conversas exclarecedoras no que diz respeito a projetos e vida pessoal, acabei conhecendo uma outra metade de alguém atencioso e engraçado mas que até então eu ainda detinha alguns estereótipos. Agora gosto mais dele, apesar de ainda continuar o achando um filho de Oxossi um tanto egocêntrico, um verdadeiro poser! (rs)
Acordamos, continuamos conversando e quando olhei pela janela e depois quando saímos para tomar café vi aquele verde bonito que não consegui enxergar a noite, o ar diferenciado da cidade grande, silêncio, ócio, achei gostoso, diferente mas estranho e disse à ele que talvez eu não aguentassse ficar ali por muito tempo. Ele me disse que não sabe de quem são as galinhas que saem pra fora todas as manhãs para ciscar e depois somem, realmente são várias, achei engraçado pelo fato de ser um bairro residencial de classe média.
No mesmo bairro que ele mora está a rodoviária e terminal de ônibus, o shopping e existe também um pólo cultural - todos no mesmo espaço físico - composto pelo Teatro Municipal de Paulínia, pelo Pólo Cultural e Cinematográfico Paulínia - Magia do Cinema (onde inclusive foi filmada a cinebiografia de Chico Xavier) e pela Escola de Cinema - Magia do Cinema.
Depois de algumas horas voltamos juntos para São Paulo, tirei fotos para guardar a recordação da pequena viagem (inclusive das galinhas!), pois, talvez eu nunca mais retorne àquele lugar. Fizemos um rolêzinho bacana em Sampa durante a tarde inteira, primeiro almoçamos, demos muita risada das nossas próprias graças e dos "tipos clássicos" que transitam pela cidade, conversamos mais.
Nesse interim ele me levou numa loja chamada "Mãe África" na República, eu ainda não conhecia, mas vi muita coisa boa lá: livros, adereços, roupas, e principalmente as lindas máscaras e estátuas feitas em bronze vindas da África (que não estão a venda) e outras mais simples feitas lá e aqui mesmo no Brasil. Ganhei até presente. Tudo muito caro mas belissímo (a loja é de uma pessoa branca e com certeza os negros com baixo poder aquisitivo não terão acesso a algo que lhes pertence por direito). Retornarei a loja um dia desses.
Foi uma noite e um dia agradável. É sempre bom fazer coisas diferentes com pessoas diferentes, isso é TROCA e SOMA.

10 comentários:

Mila disse...

Olá Camila!
É sempre bom fazer coisas diferentes...
Bjs de bom fim de semana pra ti.
Mila

GIL ROSZA disse...

=) nada como poder escolher viver as coisas sem pessa! rsrsrs...
saúde menina!
um bejão.

p.s: to adorando tbm as aventuras do rui e da vani. rsrsrs.

Carol disse...

ahn... bacana... bom qd as coisas acontecem assim.

Luciana disse...

kd as fotus da viagem?

FABIO E. DE SOUZA disse...

Relaxei só de ler o texto !!!!

Camilla Aloyá disse...

Valeu minha chara, beijos Mila, idem idem pra ti.

Gil mon chér, eu mijo de rir com o livro dos Normais... pode deixar que acabei postando vários textos sequencias... vai se divertindo!

Textinho suave né Fábio, a viagem também foi assim suave.

É sim, foi bacana... eu imaginava algo mais agitado do que aconteceu mas a tranquilidade e o intento pode se transformar durante a situação... se é que vc me entende Carolina! kkkk...

Lú, não tirei muitas e também não vou colocar as fotos aqui não, mas tem algumas 5 no orkut, olha lá.

FABIO E. DE SOUZA disse...

É engraçado como precisamos de tão pouco para nos sentirmos bem, mas fazemos questão de complicar tudo, "A VIDA É SIMPLES "

JaNa disse...

ow, inveja aí do filho de Oxossi.

[Vem pro RJ, Camila, vem! =)]

Ah, fala tu, é bom demais fugir da cidade. O verde faz bem.
Papo bom + verde + tour cult = tudo de bom!

Didi. disse...

É isso aí. Menos é mais.

Camilla Aloyá disse...

ô minha preta, não sinta inveja dele não! eu vou! assim que eu puder, tiver tempo e grana sobrando vou sim... já adiei por demais minha ída até o Rio e agora contigo pedindo, um ser a mais me querendo (rs!) aguça mais ainda minha vontade de vê-los.
Logo, tô chegando...