apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Trancada para o mundo exterior.

Sempre deixo minha chave em cima do microondas a menos de um metro da porta, assim fica mais fácil de não esquecê-la. Mas hoje aconteceu diferente, quem esqueceu e pegou a chave errada foi minha tia ao sair para o trabalho.
Acordei tarde nem me liguei de abrir a porta, fumei um cigarro dentro de casa mesmo, liguei o computador, tomei banho e ao término de tudo, quando ia sair para ir ao banco e buscar a criança na escola, cadê a chave?
Exatamente 14h00 da tarde quando eu me dou conta de que estou trancada em casa, vivenciando e experimentando a sensação de cativeiro (como disse a amiga de infância Rosane, vulgo: Ni).
Já procurei a chave nos lugares mais inesperados e nada, minha casa toda tem grade, não dá pra pular janela, tem grade até na porta. Sensação horrível essa, desesperador, nunca quis tanto sair de dentro de casa. E não tem exatamente ninguém pra me salvar, as portas só se abrirão as 19h00 quando alguém voltará do trabalho. Até lá fico aqui com sensação de reclusa.
Fiquei mais vulnerável sabendo que não tenho controle sobre a situação, mesmo trancada num lugar onde tudo é grade me sinto sensível ao mundo exterior, é como se alguém a qualquer momento pudesse entrar, mas eu não posso a qualquer momento sair. Espécie de cárcere privado com outro contexto. Escravidão, penitenciária, sequestro, amor não reciproco, retiro espiritual, divaguei.

5 comentários:

ni disse...

é o clube da luta! divago eu...

GIL ROSZA disse...

isso me lembrou uma música que em 2002 teve um significado forte na minha vida, mas graças a deus hoje é passado

__________

Eu tranco a porta pra todas as mentiras
E a verdade também está lá fora
Agora, a porta está trancada
A porta fechada me lembra você a toda hora
A hora me lembra o tempo que se perdeu
Perder é não ter a bússola
É não ter aquilo que era seu
E o que você quer?
Orientação?
Eu tranco a porta pra todos os gritos
E o silêncio também está lá fora
Agora a porta está trancada
Eu pulo as janelas
Será que eu tô trancado aqui dentro?
Será que você tá trancado lá fora?
Será que eu ainda te desoriento?
Será que as perguntas são certas?
Então eu me tranco em você
E deixo as portas abertas

Ana Carolina

Janaína disse...

Algumas horas de reclusão e divagações a compartilhar.

As vezes eu falo com a vida,
As vezes é ela quem diz:
"Qual a paz que eu não quero conservar, prá tentar ser feliz?"
-- Marcelo Yuka

Camilla Aloyá disse...

Ah Ni vc é malucona! divaga no clube da luta e sei que é louca com sabedoria de amor.

Didi. disse...

eu sei o que é isso...e como sei...e acredito que nos 12 dias que fiquei reclusa eu aprendi um bocado de coisa pra levar até o fim vida...