apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Papai Noel filho da puta.

Eu não gosto de festas de final de ano, acho tudo muito forçado e melancólico nesse periodo do ano, não vejo a menor graça e subjetivamente falando o meu ano novo começa na data do meu aniversário, nada mais lógico. Na verdade eu odeio datas comemorativas midiáticas.

O Natal está chegando e com ele o consumismo, árvores de natal espalhadas por todos os lados brilhando, fazendo os olhos da população e da clientela brilharem junto. Momento de prosperidade, de fazer as pazes com nossos inimigos, os indivíduos clamam por paz. Nasce junto disso tudo o sentimento e a vontade de gastar as parcelas do 13º salário. Algumas pessoas pensam em comprar bens duráveis casa, carro e coisas do gênero, enquanto outras querem mesmo é gastar não importa com o que. É tanta gente comprando nos Centros das cidades, um empurra empurra, impossível transitar. Ofertas mentirosas que fazem os olhos do consumidor brilhar, "aproveitem é IPI zero", "0% de juros", "IPVA grátis". Vamos fazer crediários e comprar no seu super cartão master plus em mil vezes sem juros - sorte mesmo é de quem pode comprar à vista.

Realizemos um panorama. Começa pela Páscoa o lance de ter que comprar ovos de páscoa pra família inteira, nossas crianças são ludibriadas e acreditam que realmente coelhos botam ovos. Eu posso ser uma mãe maldita por ter feito isso mas eu tive que dizer que coelhos não botam ovos e que Papai Noel não existe, que aquilo é uma fantasia e que só haverá presente se eu for uma trabalhadora assalariada. Esses costumes ocidentais (europeus) acabam com as nossas crianças. Acredito não ter causado nenhum trauma em minha filha por contar a verdade.


Aí vem o Dia das Mães mas durante os 365 dias do ano ninguém tem a complacência de me parabenizar por eu ralar a bessa pra dar o que comer e educação apropriada para minha filha. Compre um presente para sua mãe e demonstre o quanto ela é importante mesmo que num único dia do ano, almocem todos juntos e depois briguem horrores durante o ano. Logo temos o Dia dos Pais, esse eu não sei porque meu pai foi embora quando soube da gravidez da minha mãe mas acredito que venha na mesma pegada do dia das mães pelo que percebo na mídia.

Ah! agora temos aquele dia que frustra os que não podem presentear seus companheiros porque não os têm, o famoso Dia dos Namorados, esse é realmente terrível para aqueles que não compartilham de alguém a seu lado, como se mesmo tendo uma relação aberta ou apenas um fleart não pudesse presentear a pessoa, tem que ser intitulado senão, não tem graça! O ser humano é muito otário. Disseram que quanto mais caro o presente mais se demonstra o tamanho do amor. Quem ganha mesmo nesse dia são os donos de motéis eles sim queriam que existisse 22 dias dos namorados durante o ano inteiro. Sexo também é vendável em suas múltiplas formas e talvez seja o segundo da lista no quesito arrecadação de dinheiro depois do dia 25 de dezembro.

Dia das Crianças, quem inventou pode me dizer? Elas surtam e começam a escolher milhares de presentes que depois de tirarem dos pacotes com papéis super coloridos e decorados - é assim - depois de uma semana esquecem daquele super mega hiper brinquedo e querem outro mais avançado, evoluído de acordo com o que os nossos canais abertos e fechados, os amiguinhos da escola e demais meios de comunicação diretos e indiretos mostram. Senhores pais coloquem a mão no bolso, eles querem transformar seus filhos em pequenos consumidores descontrolados.

E por útilmo o tão sonhado Natal, o dia de Jesus Cristo e que ninguém entende o verdadeiro contexto. O importante mesmo é colocar a sua roupa nova, comer até morrer e beber até cair no chão sem esquecer dos presentes (ou ainda ir viajar para o litoral, na superlotação das cidades, faltando água para população, com filas gigantescas em todos os supermercados, padarias e afins e voltar igual a um camarão para a metropole porque afinal é feriado e feriado tem-se sempre que viajar). É como se Jesus tivesse se vestido de Papai Noel e saído distribuindo presentes por toda Jurusalém. Quem será que disse que Jesus Cristo e presentes e tem a ver?

Mas se tem mesmo a ver, esse "Papai Jesus Cristo Noel capitalista" que se veste todos os finais de ano de vermelho deveria treinar as henas um pouco mais para que elas fiquem fortes e consigam subir os morros ou quiça andem sobre as águas das grandes enchentes e que ele faça isso por essas bandas, distribua presentes e afins, pois, acredito que eles - residentes dos morros e nas áreas de risco social e físico por questões de alagamento e derramamento de terra - apenas imaginam o que é ter datas comemorativas como essas. A noite de natal será realizada com a comida e os colchões "dados" pela Assistência Social dos seus municípios e com os míseros reais dos programas de transferência de renda e lógico não pode faltar a Cidra ou se não der pra comprar, a pinga desce com o mesmo sabor se usar a imaginação e assim poderão regar o brinde pedindo um futuro mais próspero onde os Papais Nóeis capitalistas e politiqueiros tenham mais olhos para a realidade que eles estão inseridos, ou vão simplismente beber por beber sem brinde mesmo, com intuito de permanecerem embreagados esquecendo assim o que necessitam fazer para sobreviver.

9 comentários:

Gil Rosza disse...

hahahahahaha... =)

Gil Rosza disse...

Anger is an energy... viu?

Camilla para os menos íntimos... disse...

vc riu de mim ou do texto?

a raiva sempre será meu maior poder para tranformar.
enquanto houver raiva, revolta e inconformismo eu irei lutar!

quase que foi uma frase digna de Che Guevara... kkkkk...

PS: mas na boa, isso pode ser um passo para a entrada na "terra das nove luas"!

Gil Rosza disse...

eu ri da situação menina, pq tem muito "el che" aqui dentro tbm. eu tbm canalizo a treta pro texto. =)

Anônimo disse...

"papai noel filho da puta rejeita os miseráveis, eu quero matá-lo, aquele porco capitalista, presenteia os ricos, cospe nos pobre"

Garotos Podres

Carol disse...

Adorei !!! Concordo plenamente...as pessoas são muito consumistas...
O legal mesmo é a simplicidade das atitudes, e gestos humanos entre as pessoas...

Anderson Alves disse...

Que descrição inspiradora....Parabens!!
Vc conseguiu demonstrar com realidade, os sonhos dessa nossa sociedade consumista..

Camilla para os menos íntimos... disse...

quero deixar claro que tanto quanto todos no mundo usufluo da minha parcela de consumismo, mesmo porque não temos como fugir disso, mas o difícil é a contradição, foi isso que quis enfatizar no texto...

eu adoro gastar, meu ego é sempre acarinhado quando compro algo novo, qualquer coisa que seja. dar presentes, ser presenteada tudo isso faz parte mas sou contra as datas comerciais... pra gastar, presentear ou ser presenteado não existe data, basta o simples gesto de colocar a mão no bolso e pronto, está feito! rs!

Anderson Alves disse...

obrigado por visitar meu blog tbm....
eu moro em São Matheus - São Paulo -SP
é isso mesmo..conheci seu blog através do blog do samba de terreiro de mauá..

bjs