apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Fui presenteada com um poema.

Rola um estereótipo sobre essa pessoa, no entanto, depois de conviver junto por algumas horas alguns dias da minha vida, pude conhecer um pouquinho mais: concordar e discordar de idéias, rir e desabafar, achar chato e legal ao mesmo tempo. Conheci uma pessoa totalmente diferente do que pregam e do que até eu mesmo sem conhecer formei na minha cabeça. Acredito que posso considerá-lo um amigo e uma força na/para luta cotidiana. Depois de um acontecimento não tão inusitado fui presenteada por ele com esse poema feito para mim e aqui faço visível para que as pessoas reconheçam o valor das palavras e das pessoas. Valeu Patrick, tamo junto!


AÇÕES AFIRMATIVAS

"Impiedosos,
Os senhores tempo tentarão esculpir,
Com covarde veemência,
Uma lápide de mármore em seu peito e
Um monólito de insucesso em seus sonhos
Mas já no epitáfio de seu nascimento,
Vc deve escrever: “FODAM-SE”!
Durante toda uma vida,
Quem sabe esta seja
A única ação sensata,
Pois nem tudo que fere, te fará chorar
E nem toda estrada ruma para algum lugar..."

Patrick Monteiro

*veja mais no blog P.S. (http://ps-poemasuicidas.blogspot.com/)

5 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

De fato, há estradas que levam a nenhum lugar.

:: Soul Sista :: disse...

Lindo! Gostei.

Thaissa Costa disse...

Twittei o final. belíssimo.

Patrick disse...

Li
(e surpreso, respirei profundo)
Permitindo que meus olhos viessem a ficar úmidos,
Só, não chorei,
As lágrimas deixam vazar o sentimento
E sentimento é ultimamente algo tão raro
Que não os tenho deixado escapar com facilidade...

Bjos pretinha, nos encontramos nas curvas, atalhos e esquinas, para outros goles da vida!

Camilla Aloyá disse...

ô meu nego, lisonja sua para comigo minhas palavras te fazerem ter tal sentimento... estamos no mundo para reconhecer as pessoas e nos reconhecermos nelas e no mundão véio de guerra!
beijo grande e faço questão de vários goles de vida ainda ao teu lado.