apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

segunda-feira, 14 de março de 2011

que livro era aquele?

Não me lembro de ter visto marketing desse filme quando estreou aqui em São Paulo, escutei e vi por esses dias algumas pessoas dizerem ligeiramente sobre terem gostado do filme e me interessei mesmo sem saber do que se tratava, nem procurei na internet sinopse, fui direto e comprei, assistimos eu e Danilo no final de semana.
Gostei a bessa do filme, principalmente pelo suposto "profeta" ser negro, o que já desmistifica um pouco a questão dos negros não entrarem no reino dos céus, colocada pelos colonizadores e que até hoje é tema de muitas discussões ainda mais quando se trata da religião protestante.
A história em si é bem desenvolvida durante o filme e prende a atenção do telespectador. Passa-se num período pré-apocalíptico, ficamos pensando que poderá ser assim mesmo, tudo a que demos pouco valor na vida terrena e que Deus nos destinou a cuidar com zelo e não fizemos (como a água, as pessoas, a palavra dEle) tudo vai valer muito depois da guerra.
Retratou bem como deve agir um servo do Senhor bem como a fé que teve Eli - e que é um dom dado mesmo por Deus - obedecendo a voz que escutava seguiu adiante, me lembrou vários homens obedientes da bíblia como Noé, Moisés, Davi, Eliseu e tantos outros.
O buraco aberto no céu, a destruição de tudo, a guerra e consequentemente a queima de todos os livros que previa esses fatos foram o apce do filme, somado ao momento em que a "o livro" passa a ser parte integrante do corpo de Eli.
Não houve muita enxeção de linguiça, nem pares românticos como os americanos adoram colocar nos filmes para que sejam rentáveis. Muito bom, quem ainda não viu veja.


Filme: O Livro de Eli (The Book of Eli)
Direção: Albert Hughes e Allen Hughes
Gênero: Aventura
Ano: 2010

5 comentários:

Didi. disse...

Filme bom mesmo.
#euindico

Danilo disse...

Um bom filme, é um retrato fiel do que ira acontecer daqui a alguns anos a agua valendo ouro e a palavra de Deus perdida por culpa da ganância dos homens. Mas Deus é maravilhoso e creio que não deixará sua palavra ser perdida por completo. E o que será de nossos filhos? Cuidem de tudo que Deus nos deu amados para que no futuro nossos filhos não venha sofrer por culpa do que fazemos hoje.

GIL ROSZA disse...

O filme é bom sim. Por muito tempo, eu também pensei no ser humano como “responsáveis” por proteger o planeta. Hoje vejo humanos urbano-consumistas mais como uma infestação nociva, autodestrutiva e fora de controle. Acho que a natureza que não é boba e quem manda em tudo, inclusive nos humanos (o tsunami no Japão deixou isso claro) uma hora vai nos exterminar de vez e resolver o problema por ela mesma.

Um brasileiro disse...

Olá. Tudo blz? Vi esse filme. Muito interessante. Foi na tv a cabo. Apareça por la. Abraços.

• Cynthia Brito • disse...

Oi Camilla.
Vim informar que tenho selos para você em meu blog. Passe lá para buscá-los. Espero que goste :D

Com amor,
|Cynthia|