apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Tratado Geral das Grandezas do Ínfimo

A poesia está guardada nas palavras - é tudo que eu sei.
Meu fado é o de não saber quase tudo.
Sobre o nada eu tenho profundidades.
Não tenho conexões com a realidade.
Poderoso para mim não é aquele que descobre ouro.
Para mim poderoso é aquele que descobre as insignificâncias
(do mundo e as nossas).
Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil.
Fiquei emocionado e chorei.
Sou fraco para elogios.


Manoel de Barros
(Tratado Geral das Grandezas do Ínfimo)

2 comentários:

Wagner Silva. disse...

Lindo poema.
Contemplei em minha existência todas as palavras que li.

Loubah Sofia disse...

"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

Meu dia começou abençoado ao aqui adentrar.

Um abraço e fica na paz.

Voltarei mais vezes, peço-te que ores por mim.