apenas eu.

Minha foto
"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm." (1 Coríntios 10:23a)

transeuntes.

domingo, 28 de junho de 2009

Arraiá e Michael Jackson.

Festa Junina na casa do Careca e como todos poderíamos imaginar tudo a caráter, bandeirinhas, comidas e música típica, fogueira, todos os dinossauros reunidos e os pequenos dinossaurinhos também, como disse o Dú "só criança bonita". Várias comidinhas boas, eu como não sei cozinhar levei paçoquinhas, pé-de-moleque e vinho para o vinho quente. O curau da Lú e da Hêlo, o cuz-cuz, a maçã do amor e o quentão de morango da Eutiene e o bolo de fubá cremoso que até agora não sei que realizou tal proeza estavam o manjar dos deuses. O comentário foi "imagina esse bolo de fubá com um pingado às cinco da tarde!" E o pé-de-moça que alguém levou, nossaaaaaa! A galera sempre come muito, fazem aquela rodinha na frente da mesa, comem comem, ficam tristes, comentam que está tudo divino, analisam a mesa e começam a comer novamente. Deve haver um motivo específico para esse apetite descomunal mas prefiro não comentar.

Fotos, risadas, dancinhas estranhas, truco daqueles que ninguém presta atenção, até que o dono da residência liga no computador um karaokê daqueles com toques polifônicos que só se reconhece a música depois de ela ter rolado uns dois minutos de introdução. No começo só as crianças se interessaram. Smul virou o técnico que colocava as músicas para rolar e olha que ele se empolgou mesmo. De repente alguém gritou "toca Michael", aí foi o auge da festa, todos cantando e dançando freneticamente os passinhos de Michael Jackson o rei do pop ao som de Triller. Muito engraçado, a galera se empolgou de tal maneira que todos largaram o que estavam fazendo para vir fazer parte do "Tributo à Michael Jackson" na sala da casa do Careca, uns gritavam "I love you Michael", outros gritavam "Uhuuuuuu" e alguns só riam como eu por eu por sinal. Em um momento alguém acendeu e apagou a luz por alguns minutos fingindo ser o jogo de luzes. O mais interessante é que ninguém sabia de fato dançar mas tentaram com grande empenho. Lógico que não poderia faltar um vídeo desse evento e ele existe.

Como havia dito, o Smul gostou tanto do négocio que eram quase 04h00 da manhã, a galera já tinha ído embora, e ele ainda estava colocando músicas e cantando alucinadamente, uma mais tosca que a outra mas a adrenalina dele estava a mil, a véia Izolda reclamando, nos restou apenas acompanhá-lo na cantoria e esperar a drena baixar; dentro do carro ainda veio dizendo que tinha várias boas mas não deixaram que ele cantasse.

Fiquei triste pela morte de Michael Jackson, acredito que ele tenha sido apenas mais uma vítima do sistema, apesar de todo dinheiro e fama era uma pessoa solitária, complexada, reprimida e possivelmente infeliz, mas enfim acabou nos proporcionando uma noite divertida com sua música animada e pessoas queridas. Valeu Michael!

PS: e aqui fica a minha proposta-reivindicação de ter colchões e pufs nas festas, porque ninguém nunca lembra disso!?

4 comentários:

Eduardo Machado Santinon disse...

Valeu Michael, uhuuu !

:: Soul Sista :: disse...

Camilla, adorei o teu blog. Você já é minha SOULSISTA, viu? Passa lá no meu pra ver o textinho sobre Michael. Confesso que ele andava esquecido na minha vida. Mas, com sua morte, vieram à tona várias lembranças. Mantenhamos contato, ta? Não é que em busca de lábios negros com batom vermelho encontrei seu blog... Maravilha! Um forte abraço

FABI disse...

Aaaahhhh .... o sistema, sempre é culpa do sistema!!!!

Camilla para os menos íntimos... disse...

o sistema é perverso mesmo!